top of page
Buscar

São Leopoldo adquire 10 mil testes rápidos de dengue; 5 mil já estão sendo distribuídos nas UBS

Imagem: Marcel Vogt/ PMSL.

A Secretaria de Saúde (Semsad) de São Leopoldo recebeu, nesta quarta-feira (20), 5 mil testes rápidos para detectar casos de dengue nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Conforme a pasta, a medida visa agilizar os processos e ter maior controle sobre os casos.


A Vigilância em Saúde está passando em todas as UBS para entregar os testes e orientar os profissionais da forma de utilização. A expectativa é que até esta quinta-feira (21) todas as unidades já tenham as unidades.


A Secretaria de Saúde espera receber mais 5 mil unidades nas próximas semanas.

 

Além dos testes rápidos, o município também disponibiliza hemogramas para diagnosticar se o paciente tem dengue, porém o resultado leva em torno de 3 horas para sair. Já o teste rápido leva aproximadamente 30 minutos. Segundo a Semsad, o teste não é para manejo clínico, e o paciente deve fazer tratamento mesmo com resultado negativo.

 

De acordo com a secretária da Saúde, Andréia Nunes, nem todos os pacientes poderão fazer o teste rápido. “Essa é mais uma ação para que a população tenha atendimento breve, resolutivo e que a gente consiga identificar os casos. Os hemogramas continuam sendo feitos nas nossas unidades e os testes terão uma análise técnica. Então quem vai tomar a decisão se vai fazer hemograma ou teste rápido será a equipe médica da unidade”, explica.

 

Ações de enfrentamento

 

Para garantir o atendimento à população e evitar grandes filas a prefeitura ampliou o horário de atendimento em algumas unidades básicas. As UBS Paim, Vicentina, Padre Orestes, Cohab Feitoria e Brás, estão atendendo até às 20h, e a UBS Scharlau, próxima à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Scharlau, até às 22h. Outros três locais têm atendimento 24h: Hospital Centenário, UPA Scharlau e Centro de Saúde da Feitoria.


Além disso, está sendo distribuído repelentes para gestantes que realizam o pré-natal na rede municipal de saúde.

 

A titular da Semsad faz questão de lembrar que "nós estamos fazendo as ações ambientais. Continuamos passando os inseticidas nos bairros e fazendo ações para eliminação de criadouros e focos do mosquito”.

 

Em São Leopoldo, focos do mosquito Aedes aegipty podem ser denunciados por meio do e-mail ouvidoria@saoleopoldo.rs.gov.br, ou pelo telefone 156.


Guilbert Trendt, da Redação Start

0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page