top of page
Buscar

Abril deve ter menos calor, possibilidade de geada e chuva dentro da média do mês


Imagem: Omar Freitas/ Agência RBS.

Abril será um típico mês de meia estação no Rio Grande do Sul: o calorão perde força, há chance de friozinho e até geada em alguns lugares e a chuva volta a se regularizar, diz o meteorologista Marcelo Schneider, coordenador do 8° Distrito do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

"Temos já os primeiros sinais do outono. A boa notícia é que volta a ter eventos de chuva considerável. Já não tem mais o La Niña atuando há cerca de um mês. Além disso, a previsão é da continuidade do aquecimento do Oceano Pacífico, inclusive com a possibilidade de retorno do fenômeno El Niño a partir de maio ou junho, mas que já repercute em aumento de volume de chuvas a partir de agora no Rio Grande do Sul", diz.

A tendência é que as temperaturas do mês fiquem ligeiramente acima da média. Em Porto Alegre, a média para o mês, de acordo com registros dos últimos 30 anos, é de mínimas de 17°C e máximas de 26°C; em Bagé, a média é de mínimas de 14°C e máximas de 24°C; em Bom Jesus, na Serra, a média é de mínimas de 11°C e máximas de 22°C.


"Abril será de altos e baixos na temperatura, com algumas passagens de frentes frias. Mas, na média, vai ficar um pouco acima do normal. Não quer dizer que não vá fazer frio, só que, quando fizer, não será tão intenso", diz Schneider.


Também não será tão sofrido quando acontecer algum calorão, porque a chuva deve ocorrer logo em seguida. "No trimestre de abril a junho, a tendência é que tenha mais umidade disponível na atmosfera, então as frentes frias encontram mais umidade para provocar chuva, por isso não teremos picos de calor. Logo que esquenta, vem a umidade seguida de chuva", explica o meteorologista.


Os volumes de chuva ficarão dentro da média. Em Bagé, deve se manter nos 170 milímetros; em São Luiz Gongaza, nas Missões, em 190 milímetros e em Porto Alegre é possível que chova um pouco acima da média, que é de 115 milímetros para o mês. "A chuva retorna gradualmente e a umidade aumenta no Estado. Mas é chuva bem distribuída ao longo de todo o mês", frisa.


Uma queda brusca na temperatura ocorre já neste primeiro final de semana. Uma frente fria que está passando pelo Estado vai provocar pancadas não tão volumosas, trazendo o frio da Argentina e do Uruguai.


Segundo Schneider, Porto Alegre deve ter mínima de 13°C neste sábado (1°) e no domingo (2), sendo que a máxima não deve passar dos 25°C. No domingo, há possibilidade de geada na região do Campos de Cima da Serra e também na região de São Joaquim, em Santa Catarina. São José dos Ausentes deve ter mínima de 5°C, assim como Bagé, na Campanha. Na segunda quinzena do mês, há chance para outro episódio de geada.


Fonte: GZH

0 comentário
WhatsApp Image 2024-02-26 at 16.17.18.jpeg
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page